Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Ano Internacional do Entendimento Global

Acabamos de encontrar uma variedade nesta emissão: linha parasita no canto inferior esquerdo. Nem todos os rolos tem esta linha, estamos perante uma variedade.

Nesta a linha é mais curta, que aparece de 9 em 9 etiquetas, assim como a de cima.


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

O CONCELHO DE GONDOMAR

Laboriosa compilação em 4 volumes reunida pelo autor Camilo Martins de Oliveira.
Tendo beneficiado da sua formação teológica o autor enriquece a obra com várias transcrições de documentos da Torre do Tombo.














Base de dados: 30-2016-100

domingo, 27 de novembro de 2016

LAGAR NO SÉCULO XVI

Não fazia muita diferença dos lagares do século XX.
Será que os historiadores de gabinete manterão a mesma opinião depois de visualizarem esta gravura? 
Gravura no livro: SCHWEIZER PESTALOZZI SCHÜLERINNEN. KALENDER 1920.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

VIMIOSO NOTAS MONOGRÁFICAS, 1968

A última obra, que escreveu Francisco Manuel Alves (Abade de Baçal).
Com uma adenda por Adrião Martins Amado.
Dado à estampa por Paulo Quintela, que adicionou 14 documentos.

















Base de dados: 18-2016-50

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

AS DEZ FREGUESIAS DO CONCELHO DE TAROUCA



"Cfr. os meus trabalhos Faria e Não Feira (1991) e A « Arquimanha» Feirense de José Mattoso & C.ª Ild.ª (1994), sobre os deste autor, respectivamente O Castelo e a Feira (1989) e A Terra de Santa Maria no Século XIII - Problemas e Documentos (1993), expoentes, estes dois, da profunda decadência, intelectual e moral, a que chegou, nos últimos vinte anos, a historiografia portuguesa, com naturais excepções."

Assim escrevia A. de Almeida Fernandes em 1995.



















Base de dados: 12-2016-35

terça-feira, 22 de novembro de 2016

ALENQUER 1758

Com prefácio de Dom Manuel Clemente. Bispo do Porto.
Esta obra foi publicada em 2008, data em que se comemoraram os 250 anos da maior parte das respostas enviadas a pedido da Secretaria de Estado dos Negócios do Reino no início de 1758.














Base de dados: 17-2016-20

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

ORATIO HABITA IN SEMINARIO LUCENSI

ORATIO HABITA IN SEMINARIO LUCENSI
 X. CAL. JUNII MDCCLXIV. 
CUM PRIMUM AD ILLIUS URBIS ARCHIEPISCOPALEM SEDEM
 ASCENDIT JOANNES DOMINICUS MANSI
 CONGREGATIONIS MATRIS DEI
 TOTO ORBE CLARISSIMUS.
 OLISIPONE.
 MICHAELEM MANESCALIUM, 1768.

Este é o segundo exemplar conhecido. O outro está na Universidade de Coimbra. 



Base de Dados 32-2016-R




quinta-feira, 6 de outubro de 2016

OS GRANDES MALES E OS GRANDES REMEDIOS

Primeira edição de MDCCCLXXXIII com 739 páginas e 92 litografias pela "Lithographia Guedes, rua da Oliveira ao Carmo, 12".











Base de dados 28-2016-250

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Catálogo de Materiais de Construção:J. Lino

Empresa pertencente ao pai do arquitecto Raul Lino.
Este catálogo é um monumento à Litografia, produzido pela Companhia Nacional Editora.
Este é o quarto catálogo referenciado publicamente.
Está a decorrer (25 de Novembro de 2016) um leilão em que um exemplar similar aparece; possivelmente é o quinto a ser referenciado.
 http://www.bestnetleiloes.com/pt/leiloes/livros-e-coleccionismo-26/catalogo-de-materiais-de-construcao
 Era evidente o WC em habitações no ano de 1889.

Base de dados 30-2016-500

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

O COUSEIRO

O Couseiro; palavras para quê....................

Base de dados 30-2016-50

FAG KUGELFISCHER SCHWEINFURT 1937

Catálogo  FAG KUGELFISCHER com data de 1937, que com as suas 54 páginas mostra as várias utilizações em: barcos, maquinaria pesada, comboios, motores, e máquinas agrícolas. Curiosamente não mostra automóveis, e tanques de guerra. Esta empresa foi alvo de ataques aéreos durante a segunda grande guerra, pois nela se fabricavam os rolamentos para os veículos militares alemães.

Uma das páginas dedicadas a barcos.
A história desta empresa no decurso da segunda grande guerra está bem documentada.

Base de dados 5-2016-250


Freguesias do Distrito de Santarém

Acabamos de publicar mais um trabalho da série: O Correios nas Memórias Paroquiais de 1758.
É um trabalho inédito no que concerne ao total  das freguesias (2011) do Distrito de Santarém.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

WIENER BAURATHGEBER: David Valentin Junk

Estamos perante uma obra fabulosa para arquitectos restauradores, e amantes da arte urbana do último quartel do século XIX. Infelizmente as gravuras são a preto e branco, que não nos dão a beleza dos trabalhos em parquet especialmente.
Esta é a terceira edição de 1885 com as suas 23 páginas de publicidade, que incluem 45 anúncios.
Edição de SPIELHAGEN & SCHURICH

Fizemos uma tradução sobre o conteúdo geral do livro.

Mão de obra e materiais em geral com os preços colectados no Baufache para a área do Império Austro-húngaro. Com um apêndice das estimativas da indústria de seguros. Guia essencial para cada capataz, estimador, engenheiro, arquitecto, construtor; e empreiteiros, proprietários, directores, e agentes de segurosadministrador de construções, agente e pessoa que tem de julgar matérias de construção, proprietários; e para quem quer submeter-se a um seguro de fogo usando álgebra matricial.

Por esta imagem verificamos, que as novas construções já dispunham de água canalizada. Um avanço considerável na higiene humana. Note-se o facto de também ser possível a rega com o uso da mangueira. Tudo isto, e muito mais pode ver-se neste livro.


Base de Dados: 32-2016-120

terça-feira, 26 de abril de 2016

Memórias Paroquiais Mangualde: o livro

Na página 88 o seu autor escreveu:

"Os dados de José Cornide têm de ser lidos e interpretados com muita prudência e até com algumas reservas. Trata-se de um espanhol, que percorreu todo o Portugal em pouco mais de um ano. Portanto, não teve tempo de inventariar convenientemente os dados quantitativos em termos demográficos. Devem ter sido colhidos por estimativa, junto de determinados informadores. Por outro lado, a sua viagem e respectivo relatório não pode deixar de ter objectivos políticos, concretamente apurar em termos aproximados a população e o número de soldados disponíveis."

O autor desconhecia, que José Cornide foi buscar os dados ao Censo de Pina Manique.
Já agora, devemos fazer uma correcção quanto à afirmação de Joaquim Veríssimo Serrão, que teria sido ele o primeiro a publicar o Censo. Tal afirmação não é correcta, foi José Cornide.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Memórias Paroquiais de Leiria

Acabamos de publicar mais um trabalho da série: O Correios nas Memórias Paroquiais de 1758.
É um trabalho inédito no que concerne ao total  das freguesias (2011) do Distrito de Leiria.

domingo, 31 de janeiro de 2016

Catálogo de selos perfurados de Portugal

Gentilmente cedido aos sócios do Clube Filatélico de Portugal.

Na página 31 relativamente à firma Azevedo & Pessi, Ltdª o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5001,8/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais AP.

Na página 40 relativamente à firma Portela & C.ª ( Laboratórios Bial) o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5602,16/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais B.I.A.L.

Na página 69 relativamente à firma General Motors Overseas Corporation Lisbon Branch  o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5003,64/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais G.M.

Na página 72 relativamente à firma Fábrica de Preparação de Tecidos «A Invencível, Ltdª» o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 4912,115/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais IL.

Na página 78 relativamente à firma Mobil Oil Portuguesa o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5601,6/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais M.O.

Na página 88 relativamente à firma Soc. Geral de Comércio, Industria e Transportes, no Porto o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5603,27/E, que autoriza a dita firma a utilizar na sua correspondência selos perfurados com as iniciais S.G. concedida à sede da mesma sociedade, em Lisboa.

Na página 95 relativamente à firma Socony-Vacumn Portuguesa o autor assinala "desconhecida" a autorização para a perfuração dos selos.
Temos conhecimento pela Circular 5404,33/E, que autoriza a dita firma a perfurar os selos com as iniciais SV.
Erro de impressão; deve ler-se Socony-Vacuum.




quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Memórias Paroquiais de Castelo Branco

Publicamos recentemente o nosso X trabalho sobre o Correio nas Memórias Paroquiais de 1758.
Trabalho até aqui inédito no que concerne à totalidade das freguesias (2011) do Distrito de Castelo Branco. Esclarecemos que não temos em conta a nova reorganização administrativa do território levada a cabo no ano de 2013.