Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

São Miguel: São João de Areias

São Miguel aparece referenciada nas Inquirições de D. Afonso III (1258):
Texto retirado: Portvgaliae Monvmenta Historica

No Cadastro da população do Reino (1527). saom migell tinha 30 moradores; scilicet fogos.

No censo de 1911 tinha: 75 fogos, e 304 habitantes.
No censo de 1940 tinha: 80 fogos, e 244 habitantes.
No censo de 1960 tinha: 85 fogos, e 242 habitantes.
No censo de 1970 tinha: 72 fogos, e 197 habitantes.
No censo de 1991 tinha 77 fogos, e 113 habitantes.








Painel de azulejos retratando a vida no campo.






segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Reinado de D. Afonso V: Cortes de 1438

Acabo de receber mais um excelente trabalho do Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Rojão Grande: Vimieiro

 Na Era de 1019 (ano 981) aparece em documento publicado em Portugaliae Monumenta Historica: documento CXXX a designação Ragolfe, que é sem sombra de dúvidas o actual lugar de Rojão Grande.

Na era de 1175 (ano 1137) em documento do Livro Preto da Sé de Coimbra:
deinde ad illa archana que diuidit inter ragoi et pinieiro.
Seguindo para a anta (dólmen) que divide entre Rojão Grande e Pinheiro de Ázere.

No numeramento de 1527 Rojão Grande ainda era um lugar do concelho do Couto do Mosteiro.
Tinha o arrojem 18 moradores; scilicet fogos.

No censo de 1911: tinha 60 fogos, e 283 moradores.
No censo de 1940: tinha 105 fogos, e 391 moradores.
No censo de 1960: tinha 112 fogos, e 419 moradores.
No censo de 1970: tinha 103 fogos, e 319 moradores.
No censo de 1991: tinha 128 fogos, e 243 moradores.




Capela dedicada a São Simão




Café-Petisqueira O SEMEDO.

Rojão Pequeno: Pinheiro de Ázere

No Numeramento de 1527: o lugar derroquey tinha 5 moradores; scilicet fogos.

No censo de 1911: tinha 11 fogos, e 48 moradores.
No censo de 1940: tinha 17 fogos, e 55 moradores.
No censo de 1960: tinha 20 fogos, e 55 moradores.
No censo de 1970: tinha 16 fogos, e 39 moradores.
No censo de 1991: tinha 30 fogos, e 45 moradores.

Quinta do Rojão-Pequeno em trabalhos de restauro.

No interior da pequena aldeia; encontramos o alcatrão. Assim se gasta o dinheiro em obras, que mais não fazem, que destruir o encanto das calçadas antigas. Depois dizem que a câmara de Santa Comba Dão está falida.

«José Carlos Juzarte Corte-Real, da Quinta do Rojão-Pequeno, concelho de S. João de Areias, que por morte de seu pai lhe foi devolvida a sucessão do Morgado dos Juzartes, do qual é actual administrador, pede o registo do mesmo em 24 de Fevereiro de 1863.
Filho de: José Carlos Juzarte.

Vínculo instituído por escritura de 24 de Abril de 1661, por Domingos Juzarte, seu filho o licenciado João Juzarte e esposa Felipa Mendes Correia, no lugar de Rojão-Pequeno, termo da vila de Pinheiro de Azere, e avinculado à Capela de Santo António, com a condição de que o senhor da dita obrigação  usar o sobrenome de JUZARTE»

Detentor: Arquivo da Universidade de Coimbra