Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

sábado, 23 de agosto de 2014

Regueiras: São João de Areias

Regueiras é um micro topónimo; devido a umas covas, que serviriam para o armazenamento de águas pluviais.
Infelizmente este pedaço de história, que agora mostramos, está ao abandono, e não tem por parte da câmara de Santa Comba Dão a devida atenção. Possivelmente não existe na edilidade um pelouro com responsabilidades na área do património edificado. Bem-haja a câmara de Carregal do Sal, que tudo tem feito para preservar, e valorizar o seu património.
Este grande rego serve hoje para aterro, no passado servia para armazenar água, e esta para o sustento do povo. Assim vai este país.
Casa próxima do grande rego
Cova circular com uma parte aparelhada a pedra. Era uma parte das Regueiras, que possivelmente foi construída no tempo dos romanos, pois no local encontram-se fragmentos de tégulas, ímbrices, e cerâmica de uso caseiro.
No meio dos campos outrora de cultivo, um poço cintado a pedra.
Tem a particularidade de ser uma sepultura para adulto, e uma para criança.


Parcialmente destruída; apenas se vê a cabeceira
Em 1984 Maria do Céu Campos deu a conhecer estas sepulturas antropomórficas com o seu trabalho: Levantamento Arqueológico do Concelho de Santa Comba Dão. Apenas fez o levantamento das freguesias de: São João de Areias, Vimieiro, Óvoa, e Pinheiro de Ázere.

Próximo das sepulturas um antigo lavadouro.
 
Parte frontal da casa: não encontramos no seu interior qualquer tipo de telha, nem madeira.
 Parte traseira da casa; tem a particularidade de ter duas tampas das sepulturas (uma partida), que lhe ficam próximas. Serviriam estas de degraus para aceso ao piso superior.
Tampas das sepulturas, com a particularidade de se ver uma cova numa das pedras.

No campo traseiro à casa, fragmentos de cerâmica, que indicia ser nas proximidades a casa de época romana. Seria no local da actual?


 


Sem comentários:

Enviar um comentário