Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

quarta-feira, 13 de março de 2013

Castro de São Jorge

Na antiga estrada Pedraires - São Jorge encontramos um amontoado de pequenas pedras de xisto, que formava conjuntamente com aberturas,  bases rectangulares de construções. Não detectamos cerâmicas de cobertura o que indicia construções com cobertura em colmo: não sendo nossa intenção a prospecção arqueologia da área não temos qualquer tipo de objectos ou fragmentos para mostrar.
Pela área de ocupação, que é grande, ou foi castro ou acampamento de longa duração.













terça-feira, 12 de março de 2013

São Joaninho: Castelo dos Mouros

Para uns Monte dos Mouros, para outros Pedrinhos Muitos: visitamos o local, e não encontramos qualquer vestígio  de ocupação humana. Um amontoado  de pedras sem qualquer  enquadramento habitacional. Branquinho (1983) apresenta uma pedra com uns sulcos, sulcos esses que são apenas naturais ao tipo de pedra, não o sendo de obra humana; encontram-se várias pela encontra abaixo.O local foi alvo de uma plantação de eucaliptos.


sábado, 9 de março de 2013

S. Joaninho: Lages do Orijal

Na antiga estrada, que vindo de Vila Pouca entroncava com a da Gestosa-Treixedo, encontra-se várias casas de eira de construção antiga, que denota nas redondezas haver terra fértil. Nesse local passa o ribeiro da Gestosa.

No Livro Preto da Sé de Coimbra: Et diuid&. ipsa uilla et ipsos uillares, per illã arcã que est in illo campo iuxta illo fontano inter scõ iohanne. et perget per lomba que diuid& cu termino de trexete.

Em 1944 esta arca foi destruída por um acidente (aluimento de terras). Foi o caso publicado num jornal, e   ficou na memória do povo. Hoje nem as pedras, que compunham a Arca, lá se encontram.


Do lado direito da imagem encontrava-se a "Arca", agora existe uma pequena cova, originada por alguém, que procuraria algo.
A "lomba" agora cortada pelo IP3.
Per petras fictiles...
Ubi est uia antiqua.

Imagens das casas da eira.