Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

domingo, 19 de agosto de 2012

Castelo de Lever

Vista da zona ocidental do castelo de Lever; parte da muralha ainda visível.

Parte norte da muralha e cabeço da furna.

Cavidade no maciço xistoso: é um lugar de rara beleza este maciço na estrada para o rio Douro.

A estrada para o rio é bastante íngreme, mas vale a pena o passeio.

Interior da furna; do lado exterior esquerdo encontra-se uma colmeia natural. Cuidado com as abelhas.
Pela informação dos arqueólogos: esta cavidade ou furna é artificial, o que pressupõem, ser abrigo dos vigias deste castelo roqueiro.





Mais uma vista do que resta da antiga muralha.




Parte norte da muralha e vista da furna. Foto tirada da antiga estrada; pelo que podemos constatar a estrada é posterior ao castelo.

Vista da íngreme estrada que vinha do rio Douro: imaginamos o povo de Lever a fazer esta subida com os carretos às costas ou à cabeça. Julgamos ser esta a única via que o povo de Lever tinha para o acesso ao rio Douro. Com a construção da barragem de Lever/Crestuma, esta estrada deixou de ter uso à muitos anos, tendo o contacto com a cidade do Porto, por barco, ser feita a partir de Crestuma.



Mais uma vista do que resta da muralha do lado ocidental.

Vista da nova ponte sobre o rio Douro em Vila Nova de Gaia.
Este terreno foi terraplanado, felizmente a parte visível do Castelo de Lever, mantém-se intacta.




Nota pública: Na entrada da velha estrada para o rio Douro, do lado direito está uma fossa céptica a verter; é uma vergonha para a câmara de Vila Nova de Gaia, a não ligação à rede de esgotos.





1 comentário:

  1. Vejo que continua interessadíssimo pelos vestígios do passado, em complemento com os lugares que têm beleza paisagística e granítica. É pena ver as autarquias municipais não aproveitarem a beleza e história de lugares assim para desenvolver a sua região. Falo também da minha terra que recebeu como herança um pedaço de chão que é um autêntico livro de história…mas eu ainda não perdi a esperança de ver o “Castelo” da minha querida terra devidamente valorizado. Gostaria de sugerir-lhe que visite um dia minha querida terra natal. Mas por ora…visite-nos através deste meio de comunicação.

    Abraço.

    ResponderEliminar