Este blogue chegou hoje (17-09-2015) às 66666 vizualizações

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Perfins: Aliança Comercial de Miudezas

É por nós desconhecida a data em que foi autorizada esta firma a perfurar os selos para a sua correspondência.

A data de circulação postal de um selo não perfurado desta empresa de Coimbra, que conhecemos antes dos perfurados é: 13 de Agosto de 1936.

Encontramos o primeiro selo perfurado com data de: 21 de Agosto de 1936.Durante o ano de 1936 os perfurados que encontramos são todos da taxa de 25 centavos, emissão - TUDO PELA NAÇÃO.

Em 21 de Junho de 1937 aparece este postal com um selo de 15 centavos, porte de impressos. Esta tarifa entrou em vigor no dia 14 de Fevereiro de 1924. Ver Diário do Governo número 33 de 13 de Fevereiro de 1924.
Não entendemos a razão de terem colado um selo de 15 centavos neste postal, e o mesmo ter circulado sem ser porteado. Se era tido como impresso, muitos outros nas mesmas condições circularam como bilhetes postais simples, pagando a taxa de 25 centavos.

Em 20 de Outubro de 1937 aparece o primeiro selo desta emissão - 1º Centenário da Fundação das Escolas Médico-Cirurgicas de Lisboa e Porto.

Em 6 de Setembro de 1938 aparece este postal com esta combinação de taxas: 15 centavos da emissão; Infante D. Henrique, mais dois selos de 5 centavos da emissão; Templo de Diana.

Em 3 de Dezembro de 1938 aparece este postal com um par de 15 centavos da emissão: Infante D. Henrique.


Em 11 de Novembro de 1939 reaparece o selo - Tudo Pela Nação - agora na cor Azul Escuro.

Em 21 de Junho de 1940 aparece o selo da emissão: Legião Portuguesa.
Foi vendido um postal similar a este: http://leiloes.cfportugal.pt/27LeilaoCFP/0806%20a%200813%20Perfurados/slides/0809.html
Em 22 de Outubro de 1940 aparece o selo da emissão: 8º. Centenário da Fundação e 3º. Centenário da Restauração de Portugal.

Em 11 de Março de 1941 aparece o selo da emissão: 1º. Centenário do Selo Postal.

Em 12 de Maio de 1941 reaparece o selo da emissão: Tudo Pela Nação.

Em 25 de Outubro de 1941 aparece pela primeira vez um Inteiro Postal com taxa adicional de 5 centavos da emissão: Costumes Portuguesas (1ª. emissão).
Esta alteração foi devida ao aumentos dos portes de 1 de Setembro de 1941 que passou de 25 centavos para os 30 centavos, no que concerne aos bilhetes postais simples. Os possuidores de inteiros postais antigos, foram obrigados a adicionar selos, para assim, completarem o porte em uso.
Não encontramos inteiros postais perfurados, a isso se deve o facto de todos eles serem REPICADOS.
Para saber mais sobre repicados: http://www.cfportugal.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=199%3Ainteiros-postais-portugueses-repicados&catid=27%3Aboletim-no-411&Itemid=15
Em 12 de Novembro de 1941 aparece mais um inteiro postal com taxa adicional, agora com um selo da emissão: Templo de Diana.

Em 24 de Dezembro de 1941 Aparece um postal com um par de selos de 15 centavos não perfurados da emissão: Costumes Portuguesas (1ª. emissão).

Em 14 de Janeiro de 1942 aparece um inteiro postal com taxa adicional de 5 centavos não perfurado da emissão: Templo de Diana.

Em 28 de Julho de 1947 aparece um selo da emissão: Caravela.

Em de Fevereiro de 1949 aparece um selo da emissão: Caravela, com taxa de 50 centavos. Porte para bilhetes postais simples, em vigor desde 5 de Novembro de 1948.

Em 9 de Março de 1949 aparece um inteiro postal com dois selos de 10 centavos, taxa adicional, da emissão: Caravela.

Coimbra, 10 de Fevereiro de 1955

Sem comentários:

Enviar um comentário